quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Memória do Carnaval Amapaense: "Tricolores da Folia"

O bloco Tricolores da Folia foi criado por Mestre Vagalume e trabalhadores da construção civil quando o Amapá desmembrou-se do Pará, nos anos 40.
Tempos depois, transformou-se em escola de samba, cujo pavilhão trazia as cores azul, preto e branco. (Foto)

Em dezembro de 1957, na casa de Tia Gertrude, no bairro da Favela, a escola ganhou vida nas mãos dos mestres Vagalume, Cadico, Biló, Mané de Souza, entre outros, que transformaram o bloco Tricolores da Folia no Grêmio Recreativo Escola de Samba Maracatu da Favela.
As tradicionais cores da escola de samba foram mudadas em 1974 dos antigos azul, preto e branco para o atual verde e rosa, após visita do antigo presidente Heitor Picanço ao Rio de Janeiro onde recebeu a autorização da tradicional Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira para utilizar as cores e os símbolos do repique e da coroa. 

domingo, 23 de fevereiro de 2014

Carnaval na Cândido Mendes

(Reprodução de arquivo)
Ano  1960 - "Batalha de Confete"  em frente à Farmácia Serrano na descida da Rua Cândido Mendes, um dos locais utilizados nos primeiros anos do carnaval de rua de Macapá. 

Os outros locais das "Batalhas de Confetes" eram o Macapá Hotel na frente da cidade; Urca Bar e  Bar do Barrigudo, no Trem; Bar Cacique, na Favela; Casa Estrela, no Laguinho; e em frente à Rádio Difusora de Macapá

Um palanque para as autoridades foi erguido em frente  à loja "Magazine"  que localizava-se esquina com o "Beco do Serrano". 
Populares assistiam à movimentação no meio da rua Cândido Mendes, que ainda não havia sido asfaltada pela prefeitura.

(Repaginado em 23/02/2014)

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Esportes: Morre em Macapá, Norberto Tavares de Araújo Neto – grande craque do futebol amapaense.

Norberto, pelo Amapá Clube (Foto: Reprodução/blog do João Silva)
Aos 62 anos de idade, morreu na manhã desta terça-feira, 18.02, de parada cardíaca, em sua residência, na rua Odilardo Silva, na antiga Favela, em Macapá, Norberto Tavares de Araújo Neto (foto acima), que iniciou no Formigueiro, foi campeão pelo Amapá Clube...
Norberto, pelo São José (Foto: Reprodução/blog da Alcinéa)
...mas jogou também na Sociedade Esportiva e Recreativa São José(foto), seu time de coração, e Seleção Amapaense de Futebol. Era renal crônico e já vinha doente há algum tempo; deixa quatro filhos e a esposa Ana Tavares de Araújo. Fora de campo, pertenceu aos quadros da SOSP, antiga secretaria de obras do Governo do Amapá e foi um baluarte na fundação da Confraria Tucuju, em 1996.
Norberto Tavares era filho de Wenceslau do Espírito Santo, o lendário"16", que foi campeão vários anos pelo Amapá Clube, técnico do próprio alvinegro, do Santana e da Seleção Amapaense de Futebol, que faleceu em 2002; a mãe do ex-atacante do Amapá e do São José, dona Guíta Preta, também falecida, era famosa dançarina do  marabaixo
Norberto Tavares de Araújo Neto foi velado na Capela São José, que fica na esquina da Jovino Dinoá com a Cora de Carvalho, no centro; seu sepultamento ocorreu às 11 horas desta quarta-feira, 19, no Cemitério de Nossa Senhora da Conceição, no centro da cidade, onde estão os restos mortais dos seus pais.             
Norberto, na arquibancada do Zerão (Foto: Reprodução Facebook)
Norberto ainda participou da festa de reinauguração do Estádio Zerão, no sábado, 15(foto), quando foi também homenageado como grande craque do passado.
Nossas condolências à família do amigo e grande figura humana, Norberto Tavares de Araújo Neto. 
Que sua alma descanse em Paz!
Fontes: Blogs: do João Silva e  da Alcinéa Cavalcante 

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Vila Amazonas

A leitora Lívia Moura, compartilha com o blog Porta-Retrato, uma foto antiga (sem data) da Vila Amazonas, que ela diz ser "mais um fragmento da história do Amapá" encontrada na casa de sua avó.
Acredita-se que o registro seja de antes de 1997, ano em que a ICOMI encerrou suas atividades no Amapá.
Em primeiro plano vemos a área do CCH com a piscina em verde, restaurante e alojamentos. À esquerda, parte das casas CC, Staff Senior ao centro, Administração de Vilas, Supermercado, Cinema e a sede do Santana Esporte Clube; ao fundo Vila Residencial, casas especializadas ou intermediárias.
(Informações do amigo Mário Miranda)

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Do Fundo do Baú - Memória da Educação do Amapá

Dando uma vasculhada no baú de memórias do meu amigo e sociólogo Fernando Canto, encontrei esta relíquia que compartilho com os leitores do blog Porta-Retrato.
O próprio Fernando Canto conta a história desta foto: 
"Às vezes uma fotografia parece congelar a memória. De repente recebo da professora Cacilda Barreto, pelas mãos da sua irmã Marilé, uma foto em preto-e-branco da minha turma da terceira série primária do G.E. Barão do Rio Branco, de 1964, tirada na frente da escola, uma das poucas que ainda resiste com seu nome original, em Macapá.
Colegas que não existem mais, uns que foram embora e outros que privam de minha amizade até hoje, estão nessa imagem que diz muita coisa. Ao lado da professora Cacilda estão Alfredo, Eládio Uchôa, Pedro Balieiro, Emanuel, Mario Rodrigues, João Bosco, Zé Maria, Ribamar, Ana Lúcia, Nazaré e mais. Eu sou o moleque dentuço e de cabelo escorrido da segunda fila.
Além dos nomes que citei tem o Zé Maria (Macaco), e o Luís Carlos, irmão do Paulinho Lopes (piloto)."(Fernando Canto).
Publicado originalmente no jornal “A Gazeta” de sexta-feira, 08.10.10 e no blog Canto da Amazônia.

Foto Memória da Beleza Amapaense: Concurso Rainha das Flores 1968

Na época do Território do Amapá, sempre tínhamos em Macapá destacados eventos, com total participação da sociedade macapaense como desfiles ...