sábado, 31 de julho de 2010

Escoteiros e Estudantes no Trapiche de Macapá

(Reprodução)

Clique na foto para ampliar
Ano 1956 - Escoteiros e estudantes de Macapá no Trapiche Eliezer Levy, vendo-se ao fundo a rua da frente da cidade.

Torneira pública (2)

(Reprodução/Acervo Alcinéa Cavalcante)

Clique na foto para ampliá-la
(Contribuição de Alcinéa Cavalcante)

Esta é a foto de mais uma base de concreto das primeiras torneiras públicas de Macapá, que foram instaladas em diversos pontos da cidade, pelo primeiro Governo do Amapá.

A amiga jornalista e blogueira Alcinéa Cavalcante - prometeu - e ontem enviou sua contribuição ao Porta-Retrato, para mostrar o que seria uma "Reminiscência da Cidade".
Mas, infelizmente, no dia anterior recebi a informação - com foto inclusive - de que essa base, fotografada pela Alcinéa, desapareceu do lado da calçada da residência do Governador, mais precisamente o da Av. Coriolano Jucá com Rua Binga Uchoa,aquela da frente da cidade.
A propósito do ocorrido, recebi um e-mail da nossa leitora e amiga do Porta-Retrato Vitória Xerfen - uma das filhas do motorista pioneiro Veridiano Souza - em que ela demonstra sua surpresa e sua decepção pelo que (não) encontrou no local:
"Quanto ao outro marco que indicava a existência de torneira pública que ficava na esquina da Casa do Governador, acabou-se. Mais um marco da história cotidiana do Amapá que foi destruído! Isto mesmo: DESTRUÍDO. Ao chegar ali para fotografar para você, não vendo mais o que ali deveria estar, senti uma decepção muito grande. É lamentável e tenho convicção de que esta destruição foi realizada pelos próprios agentes públicos! Explico: ainda nos primeiros meses deste ano, circulava de carro pelas imediações quando vi uma máquina que rasgava a rua diagonalmente e já estava bem próxima do marco da torneira pública. Algúem deve ter achado que aquilo ali podia ser removido. E foi, definitivamente.
Registrei o local, como está hoje.
"
Vitória Xerfen

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Torneira Pública

(Reprodução)

Clique na imagem para ampliar
Esta foto é de uma das velhas mangueiras da Praça Veiga Cabral, na Av. Presidente Vargas quase esquina com a Rua São José.
(Não sei ela ainda existe por lá - se alguém souber me confirme por favor, nos comentários)
Embaixo dela existia uma base de concreto de uma das torneiras públicas instaladas pelo Governo do Amapá, logo após a criação do Território Federal, em 1943.
Esta foto não me deixa mentir.
Essas torneiras estavam instaladas em pontos diversos da cidade de Macapá que, naquela época era muito pequena, e os habitantes de então não tinham água encanada em suas casas.
Uma delas ficava na calçada do Grupo Escolar Barão do Rio Branco e parece que é a única base remanescente até hoje conforme postamos anteriormente (veja).
Ontem(29), ao final da tarde, recebi a confirmação de que uma outra base de concreto, que até o ano passado ainda existia na calçada externa da residência governamental, na Coriolano Jucá, também já foi demolida.
Recebi a foto só do lugar onde ela existia.
Se alguém se lembrar onde existiam outras pela cidade, pode comentar.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Memória do Esporte Amapaense: Ypiranga Clube

(Reprodução)
Para ampliar clique na foto
Time do Ypiranga Clube - no Estádio Glicério Marques.
Em pé da esq. p/dir.: Ramabi, Cancão, Neves, Maneca, Damasceno, Emanuel, João Oliveira, Elidir e Orlandinho. (sendo entrevistado pelo reporter José Maria Trindade)
Agachados a partir da esq.: Carlito Oliveira, Duranil, Ananízio, Fernando, Edivaldo, Perivaldo, Jasson e Socó.
( ùltima atualização em 11/07/2011 )

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Praça Veiga Cabral

(Reprodução)

Clique na foto para ampliar

Final dos anos 50 - Foto tirada do interior do Foto Cruz mostrando parte da Praça Veiga Cabral na rua General Gurjão. Área hoje pertencente ao Teatro das Bacabeiras.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Reminiscências da Cidade

(Reprodução)

Para ampliar clique na imagem

(Foto de celular: Contribuição do amigo Obdias Alves de Araújo)

O que parece ser a pedra de um túmulo, nada mais é do que uma base de concreto de uma das antigas torneiras públicas que existiam na cidade, tão logo foi criado o Território Federal do Amapá.
Só existe o lugar (um buraco) da torneira.
Esse resquício da Macapá antiga foi fotografado pelo amigo Obdias Araújo, na calçada da Escola Estadual Barão do Rio Branco, na Rua Cândido Mendes, em pleno centro de Macapá.
Quem se lembrar onde ficavam as outras unidades que foram instaladas pela cidade, pode informar nos comentários.
(Se você encontrar qualquer outra reminiscência da cidade, tire uma foto - mesmo com celular - e envie pra gente que publicaremos aqui.
Envie ideias e sugestões para jolasil@gmail.com

Maestro Oscar Santos

(Reprodução)

Para ampliar clique na foto
Maestro Oscar Santos - um pioneiro da Música no Amapá.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Professor Espírito Santo

(Reprodução)

Clique na foto para ampliar
Ano 1978 - Professor Espírito Santo - Artísta Plástico - Um dos Pioneiros das artes plásticas no Amapá.

Dr. Walter da Silva Pacheco

(Reprodução)

Ano 1979 - Economista Walter da Silva Pacheco (Dr. Pachequinho) - Muitos anos de serviços prestados ao Amapá.

domingo, 25 de julho de 2010

Doutor Celso Saleh

Clique na foto para ampliá-la

Ano 1978 - Dr. Celso Saleh - prestou uma larga folha de serviços ao Amapá.

sábado, 24 de julho de 2010

O Curso da Cades

O amigo Aluisio Cantuária nos mandou o seguinte e-mail:
"Alo, João:
Estou encaminhando mais uma contribuição para o Porta-Retrato. São imagens da turma de História, do último curso realizado em Macapá, entre dezembro de 1970 e fevereiro de 1971.
Referência histórica: O Curso da CADES.
A
Campanha de Aperfeiçoamento e Difusão do Ensino Secundário (CADES) foi criada pelo Presidente Vargas em 1953, através do Decreto nº 34.638, com o objetivo de difundir e elevar o nível do ensino secundário. Nas décadas de 50 e 60, a CADES prestou relevantes serviços à educação, através da realização de cursos de treinamento para professores do ensino secundário, jornadas de diretores, simpósios de orientação educacional, etc.
A partir de 1956, a CADES passou a promover, nas inspetorias seccionais do ensino secundário espalhadas por todo o país, cursos intensivos de preparação aos exames de suficiência que, de acordo com a Lei nº 2.430, de 19 de fevereiro de 1955, conferiam aos aprovados o registro de professor do ensino secundário e o direito de lecionar onde não houvesse disponibilidade de licenciados por faculdade de filosofia.
Em Macapá, os cursos da CADES eram implementados pela Inspetoria Seccional de Ensino Secundário de Belém, com execução pela Universidade Federal do Pará. Até onde tenho notícia, o último curso da CADES em Macapá ocorreu entre 11/12/1970 e 13/02/1971." Local: Escola Princesa isabel.
___________________________________________________________

O amigo Lindoval lá de Fortaleza-CE – que também aparece nas fotos, complementa a informação do Aluisioque está em Belém do Paráde que o primeiro Curso de CADES funcionou em Macapá em Janeiro de 1968 nas dependências do Colégio Amapense, - do qual ele é oriundo - em Geografia. E que em 1969 fez o Exame de Suficiência, da CADES para ter direito de lecionar 1º e 2ºGrau.
Como bem disse o Aluísio, o curso era promovido pela Seccional do Ensino Secundário de Belém sob a direção da UFPa.
Em 1970 Lindoval fez novamente o curso de CADES, só que em História.
( Nota do Editor )

(Reprodução/Acervo Aluisio Cantuária)

Clicar na foto para ampliá-la
(Foto de Osmarino Cruz)
Contribuição do amigo Aluisio Cantuária
Foto 1. Ano de 1971 - Encerramento do Curso da CADES, turma de História.
Local: Escola Princesa Izabel - Macapá - Fevereiro de 1971
Sentado na frente: Aloisio Cantuária.
Em pé, da esquerda para a direita: professora Iracema, José Ferreira, Nilce, Heloísa, Angélica Cascaes, Carmem Menezes e Maria da Glória.
Atrás, sentados no muro, da esquerda para a direita: José Carlos, Valente, Pedro, Lindoval e José Graça.
(Reprodução/Acervo Aluisio Cantuária)

Para ampliar clique na foto
(Foto de Osmarino Cruz)
Contribuição do amigo Aluisio Cantuária

Foto 2. Dezembro de 1970 - Visita da turma de História da CADES à Fortaleza de São José de Macapá.
Em pé, da esquerda para a direita: (1) professor Valmor, (2) Nilce, (3) professora Iracema, (4) não lembro, (5) não lembro, (6) policial que atuou como cicerone, (7) professor Roberto Sebastião Alcântara (UFPA, professor da turma), (8) Heloísa, (9) Angélica Cascaes, (10) Carmem Menezes, (11) não lembro do nome (12) Natanael, (13) Cleide, (14) Adail, (15) não lembro do nome, (16) José Guilherme Guerra, (17) Aloisio Cantuária, (18) Telma, (19) Lindoval, (20) José Carlos, (21) não lembro do nome e (22) não lembro do nome.
Agachados, da esquerda para a direita: (1) Luis (Santarém), (2) Sebastião Pelaes, (3) Valente, (4) Pedro, (5) não lembro do nome, (6) José Ferreira, (7) não lembro do nome, (8) não lembro do nome, (9) não lembro do nome, (10) José da Graça. (Texto (em azul) e legendas, de Aloisio Cantuária)

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Ele também passou pelo Amapá

(Reprodução)

Anos 70 - Jovem jornalista José Mendonça também militou por muitos anos na imprensa amapaense.
Contribuiu com seu trabalho, seu talento e sua experiência em prol do soerguimento da imprensa no Amapá, na época do Território Federal.

Memória do Esporte Amapaense

(Reprodução/Revista Icomi Notícias)
Clique na imagem para ampliar
Anos 60 - Desportista Expedito Cunha Ferro - 91.
Um dos pioneiros do Esporte do Amapá.
Desempenhou funções como: chefe escoteiro, juiz de futebol, jogador de futebol, basquete, tenis de mesa e professor de educação física.
Jogou por muitos anos pelo Amapá Clube - o alvinegro da Presidente Vargas.

Desportista Mário Miranda

(Reprodução/Revista Icomi Notícias)
Anos 60 - Desportista Mario Miranda batendo bola no Estadio Augusto Antunes, em Santana.
Um dos Pioneiros do Esporte Amapaense.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Memória do Esporte Amapaense

(Reprodução do Jornal Novo Amapá)

Clique na imagem para ampliá-la

Ano 1971 - Onzena da Sociedade Esportiva e Recreativa São José no Estádio Glicério de Souza Marques.
Em pé da esq p/dir: Antoninho Costa, Zé Roberto, Piraca, Alceu, Penafort e Orlando Curru:
Agachados: Adelson Cacú, Deomir, Ubiraci, Orlando Torres e Moacir Banhos.

Primeiro Palácio do Setentrião

(Reprodução)

Para ampliar clique na foto
Ano 1976 - Primeiro Palácio do Setentrião - Sede do Governo do TFA, localizado na Av. FAB em frente ao Palanque Oficial entre as ruas General Rondon e Eliezer Levy, no Centro da Cidade.
Após a construção do novo Palácio, ao lado, na rua General Rondon, o predio foi ocupado por outros orgãos do governo.
Atualmente suas instalações estão sendo ocupadas pelo Ministério Público do Amapá.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Uma Pioneira da Educação do Amapá

(Reprodução/blog Repiquete)

Ano 1966 - Professora Delzuite Cavalcante - Uma das Pioneiras da Educação do Amapá.
Professora Deuzuite, faleceu em 20 de julho de 1986 depois de dedicar-se, com desvelo, à educação de jovens amapaenses.

Memória Esportiva

(Reprodução de jornal)

Clique na imagem para ampliá-la

Ano 1968 - Jornalista Carlos Cordeiro Gomes faz entrega de um troféu a atleta Palito, observado pelos atletas Cremildo (esq. de Palito) e Mário Miranda (atrás de Cordeiro).

domingo, 18 de julho de 2010

Umas observações na antiga Praça da Matriz

(Reprodução)

Clicar na imagem para ampliá-la

Anos 50 - A foto de uma parte da Praça da Matriz, mostra como era o antigo canto da Av. Presidente Vargas onde estava situado o Elite Bar (ou Bar do "seu" João Assis).

Hoje, neste espaço, existe um prédio em que, nos altos funcionam salas para aluguel e na parte de baixo uma loja de confecções.

Na data da foto, ainda não existia a rua São José.

Observe, também, que na época não havia aquele corredor que serviu de entrada para o Cine João XXIII, embora já estivesse erguido o prédio da Prelazia.

sábado, 17 de julho de 2010

Cidadão Castro: Um pioneiro

(Reprodução)

Clique na foto para ampliá-la
Cidadão Castro: Um Pioneiro de Macapá

(Foto de Daniel de Andrade Simões -Gaia - Extraída do blog SAITICA)

ltima atualização: 19:25h de 19/07/2010)

Cidadão Tucuju

(Reprodução)
Clique na imagem para ampliar
Amapaense Aldony Fonseca Araújo (Babá)
(Foto de Daniel de Andrade Simões - Gaia - Extraída do blog SAITICA)

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Memória do Esporte Amapaense (3)

(Reprodução)

Clique na foto para ampliá-la

Anos 60 - Time do Cea Clube.

Em pé: Maximino, Expedito, Curió,Tamundo, Domingos e Bento Góes;
Agachados: Jangito, Diquinho, Pretote, Geraldo Pontes e Perereca.

Memória do Esporte Amapaense (2)

(Reprodução)

Para ampliar clique na foto

Anos 50 - Equipe do Esporte Clube Macapá

Em pé a partir da esquerda: Amujacy, 75, Aristeu, Roxinho, Jackson (irmão do Amujacy) e Wilson Sena;
Agachados a partir da esquerda:
Aracati, Sabá, Aracatizinho, Pigmeu e Avertino Ramos.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Uniforme da Guarda da Fortaleza de Macapá

(Reprodução)

Para ampliar, clique na foto

(Foto do acervo/Coleção Digital/IBGE)

Anos 50 - Uniforme da Guarda da Fortaleza de Macapá.
Soldados preparam a carga de munição no canhão para a salva de tiros.

Vista aérea de Macapá

(Reprodução de postal)
Clique na foto para ampliá-la
Vista Aérea da cidade de Macapá. (Foto Galeria)
Em primeiro plano a área do antigo Palácio do Governo (aos fundos), Praça da Bandeira e Colégio Amapaense.
Observem à direita na rua Eliezer Levy (ao lado do Colégio Amapaense) ainda não havia sido construído o prédio da Receita Federal, apenas existia o Conservatório Amapaense de Música, hoje Escola "Walkíria Lima" , na Praça da Bandeira.
Mais atrás a caixa d'água da Caesa em frente ao IETA.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Melhorias para o velho Trapiche Eliezer Levy

(Reprodução)
Clique na foto para ampliá-la
Ano 1968 - Governador Ivanhoé Gonçalves Martins (esq.), ministro Costa Cavalcante(meio) e engenheiro Clarck Charles Platon(dir.) inspecionam as precárias condições e viabilizam planos de trabalho para a melhoria do Trapiche Eliezer Levy, na frente da cidade de Macapá.
Observe ao fundo, à esquerda, o antigo estaleiro de Macapá, (demolido).

terça-feira, 13 de julho de 2010

Ônibus antigo

(Reprodução)
Um dos ônibus antigos da época do Território Federal do Amapá.

(Não sei do nome nem quem eram os donos.
Quem souber, por favor, nos ajude nos comentários)

Pioneiros da Divisão de Produção do TFA

(Foto: Reprodução/Acervo particular de Aluisio Cantuária)

Clique na foto para ampliá-la

(Contribuição do amigo Aluisio Cantuária)

Ano 1970 – Servidores da Divisão de Produção (atual Secretaria Estadual de Agricultura) que ficava localizada na Av. Mendonça Furtado,atrás da Biblioteca Pública, ali nas imediações do antigo Largo dos Inocentes (atrás de Igreja de São José).
Na frente, da esquerda para a direita: não, lembro do nome das mulheres; o é o Ataíde que chegou a jogar pelo time do Fazendinha; o , de óculos escuros, é o senhor Vitório Cantuária (falecido); o (todo de branco), creio que é o senhor Raimundo Brito de Souza; o é o senhor Raimundo Nonato Campbel (falecido); o , senhor Ribamar Carvalho (falecido); o 10º e primeiro à direita é o Tourinho - ele também foi jogador do Latitude Zero - que era um dos motoristas da repartição.

Atrás, da esquerda para a direita: o primeiro mais próximo à janela é o Sr. Oscar; (de bigode) é o senhor Gillet; o eu conheço, mas não lembro do nome; o mais alto (de camisa branca, na direção da porta) é o Manoel Bispo (poeta e artísta plástico). (Texto: Aluísio Cantuária).

segunda-feira, 12 de julho de 2010

As belas mulheres de Macapá

(Reprodução do blog do Diniz Botelho Filho)

Elaine Araújo

Clique na foto para ampliá-la

Em 1974 a Elaine Araújo (fotos), filha de Raimundo Nonato Araújo Filho (ex-Representante do T.F. Amapá em Belém) e Elimar, candidatou-se ao concurso Miss Amapá, daquele ano, pelo Amapá Clube. Em Macapá, nos tempos áureos, moravam na Av Mendonça Furtado, casa do canto em frente à antiga Radional (ex-Casa do Índio - não existe mais) Tem um irmão de nome Ricardo é neta do Cap Euclides (aquele da Piscina Territorial). Não sei mais que isso, mas vale conferir. (Texto: Diniz Botelho Filho).

(Reprodução do blog do Diniz Botelho)
Elaine Araújo
Clique na foto para ampliá-la

Santa Helena: A sorveteria mais antiga da cidade

(Reprodução do blog da jornalista Alcilene Cavalcante)

Clique na imagem para ampliá-la

(Foto extraída do blog Repiquete no Meio do Mundo)

Essa foto retrata o interior da Sorveteria Santa Helena, há alguns anos.
Embora a força maior seja a venda de sorvetes, no início, o aspecto era de um sortido bar, até porque sua concorrente maior era a Casa Estrela D'alva - do Barrigudo - bem em frente, do outro lado da rua, no bairro do Trem.
Hoje(12), é uma data especial para a família e amigos de seu proprietário Sr. Antônio Pereira - o conhecidíssimo e simpático - português. Ele completa 81 anos de vida, nesta segunda-feira.
O PORTA-RETRATO associa-se às homenagens ao "seu" Antônio com efusivos votos de felicidades e muitos anos de vida ao lado de seus familiares e das pessoas que lhe são caras.

domingo, 11 de julho de 2010

Quem serão esses?

(Foto: Reprodução/Arquivo Diocese de Macapá)
(Para melhor visualização, clique na foto)
(Desta foto só tenho o ano - 1960 - mas, para montar a legenda, preciso saber de quem são esses simpáticos rostinhos desses alunos certinhos, bem arrumadinhos, fazendo pose para sairem bonitos na foto.
Por ser do acervo da Diocese, acredito serem alunos de alguma escola da Prelazia, mas pra não arriscar preciso da confirmação de alguém que esteja aí no meio.
Usem os comentários, por favor.
Consegui identificar uns poucos e preciso de confirmação: Dos meninos ajoelhados à direita o primeiro me parece o Geraldo Bezerra (filho do "Seu" Mundoca Bezerra); o 3º achei parecido com o Luiz Pinto Pereira (filho do "seu" Otaciano); esse em pé ao lado da professora está me parecendo o Itabaracy da Casa da Homeopatia(filho do seu Aymoré)e das meninas a que está sentada bem junto da professora me parece a filha do radialista Agostinho Souza - a médica esposa do também médico José Roberto; os demais vou aguardar os comentários de vocês.
Alguns eu até me lembro das feições mas não sei os nomes)

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Rua Feliciano Coelho

(Reprodução)

Clique na Foto para ampliá-la

Ano 1957 - Confluência da Av. Feliciano Coêlho com Rua Jovino Dinoá.
Nesta foto tirada da torre da Igreja N. S. da Conceição, vemos, em primeiro plano, o terreno onde foi erguido, pouco tempo depois, o Cine Paroquial.
Do outro lado da rua hoje funciona um posto de combustível.

Saída do Igarapé da Fazendinha

(Reprodução)

Para ampliar favor clicar na foto

Anos 60 - Saída do Igarapé Paxicú, na Praia de Fazendinha.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Time de Futebol Feminino

(Reprodução)
Clicar na imagem para ampliá-la
Anos 60 - Time de Futebol Feminino do São José, que jogou contra o time do Guarany no Estádio Augusto Antunes.Guarary Atlético Clube, antes da realização de um jogo no estádio Augusto Antunes, em Santana.
Em pé (a partir da esquerda) Rosa Souza (goleira), Ocirema, Vandinha, Laura, Lucy e Dos Anjos.
Agachadas (a partir da esquerda): Marly, Leonor, Souza, Elcy Lacerda e Eliana.
(Atualização: às 23:50 h de 24/08/2011)

Reunião de Professores Pioneiros

(Reprodução)
Clique na foto para ampliá-la
Coquetel oferecidos aos professores ao final do Curso de Férias.
Em primeiro plano (olhando para trás) professora Maria Carmelita do Carmo.
Ao fundo (3º à esquerda) professor João Lourenço da Silva; ao fundo, professora Maria das Dores Gomes Correia (conversando com a professora de colar).

Professor e Historiador Estácio Vidal Picanço


Ano 1976

Ano 1974
Professor, Historiador, Desportista e Radialista Estacio Vidal Picanço.
(Fotos: Reproduções)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Professora Acinê Garcia Lopes de Souza


Para ampliar - clique na foto

Ano 1976 - Profª Raimunda Acinê Garcia de Lopes Souza - Uma das pioneiras do Magistério Amapaense.

Irmão Francisco

(Reprodução/Arquivo da Diocese de Macapá)

Clique na foto para ampliá-la
Ano 1975 - Irmão Francisco Mazolene - o "Caterpilar". Recebeu esse apelido por sua capacidade e força física realmente, surpreendentes. Presteou muitos anos de serviço à causa missionário do PIME no Amapá. Foi um dos pioneiros da Prelazia de Macapá.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Visita do Marechal Castelo Branco ao Amapá

(Reprodução)
Clique na imagem para ampliá-la
Ano 1966 - Médico Alberto da Silva Lima, Diretor da Divisão de Saúde, recepciona o Marechal Humberto de Alencar Castelo Branco - Presidente da República, quando de sua visita a Macapá - Capital do Território Federal do Amapá, na entrada do Hospital Geral de Macapá, ocasião em que inaugurou as obras de ampliação e reforma daquela casa de saúde.

Assembleia Geral da CEA

(Reprodução)

Para ampliar, clique na imagem

Ano 1963 - Assembleia Geral da Companhia de Eletricidade do Amapá - CEA - realizada em 04.02.1963.

Na 1ª fila (esq) Dr. Lauro Sodré Gomes (Assessor Jurídico da CEA); (meio) Tenente Uadih Charone (Chefe de Polícia); (dir) Tenente José Alves Pessoa (caminhante do Oiapoque ao Chuí).

Na 2ª fila, (atrás do Ten. Charone) o Engº Otávio (Chefe da divisão de Obras do Território Federal do Amapá)

Na 4ª fila à esquerda (de branco, pernas cruzadas, com cigarro entre os dedos) o Jarbas Gato; na mesma fila (+ p/direita) no meio da turma (de bigodinho e camisa escura) Renato Filgueira Viana.

Na mesma fila, com o rosto aparecendo entre Charone e Pessoa, é o ex-vereador, ex-deputado estadual e foi o primeiro prefeito de laranjal do jarí, Queiroga.
Em pé a partir da esquerda: (com as mãos nos bolsos) Silvio ex-jogador do América, o oitavo com relógio a mostra é o Sr. Osvaldo Pontes.

Se você conhecer mais alguém, por favor, registre nos comentários.

(Última atualização`em 11/07/2010 às 15:00)

domingo, 4 de julho de 2010

Exposição de Animais e Produtos Econômicos (2)

(Reprodução)
Clicar na imagem para ampliá-la
Anos 50- Alunos da Escola Normal de Macapá, abrilhantam o desfile realizado no Parque de Exposições de Animais e Produtos Econômicos, em Fazendinha.
Temos a Guarda de Honra à Bandeira Nacional e pelotão misto, com uniforme de gala.

Exposição de Animais e Produtos Econômicos (1)

(Reprodução)

Clique na imagem para ampliá-la

Ano 1959 - Integrantes da Guarda Territorial também fazem apresentação no desfile durante a 6ª Exposição de Animais e Produtos Economicos, bem em frente ao Palanque Oficial sob os aplausos de autoridades e populares.
Desfile realizado no Parque montado em Fazendinha.

Exposição de Animais e Produtos Econômicos

(Reprodução)
Para melhor visualização, clique na foto
Anos 50 - Membros da Região Escoteira do Amapá se apresentam no desfile na 6ª Exposição de Animais e Produtos Econômicos realizada na Fazendinha.
Em primeiro plano a banda marcial formada por jovens escoteiros de diferentes grupos e modalidades.
Mais atrás a Guarda de Honra à Bandeira Nacional, seguida de outros pelotões.

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Reunião festiva num Clube de Serviço

(Reprodução)
Clique na foto para ampliá-la
Anos 60 - Reunião festiva no Lion's Clube de Macapá, com a presença de inúmeros sócios.
Da esquerda para direita: vemos Zequinha Picanço; José Policarpo de Miranda; Adail Lima, Alamiro Rodrigues de Souza (de pandeiro na mão), Francisco Severo de Souza(Sevel); Heitor de Azevedo Picanço (de afochê na mão); Engº Almir Santos conversando com Guilherme da Silva Cruz (Foto Cruz) e por trás deles (em pé de camisa branca ) Sr. Barbosa de Oliveira Neves(Fábrica Amapaense).
O garoto, sem camisa, no canto superior ao fundo da foto, é o Badú Picanço - um dos filhos do "seu" Heitor e o outro, ao lado dele, é o Ronaldo - filho do Sr. Policarpo.
(Atualizado em 17/08/2011)

Reunião de Pioneiros

(Reprodução)
Clique na imagem para ampliar
Ano 1956 - A partir da esquerda: Ao redor da mesa (3)cantor Agostinho Costa; (4) poeta Alcy Araújo (de óculos); (7) Dr. Amilcar Pereira (8) Dr. Hildemar Maia(13) penúltimo à direita Sr. Ribeiro. (Quem conhecer os demais por favor complete a lista nos comentários).

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Garotos na Praça da Matriz

(Foto: Reprodução/Arquivo da Diocese de Macapá)

Clique na imagem para ampliar

Anos 60 - Garotos e jovens do Oratório Festivo e Recreativo da Prelazia em momentos de lazer no campo de futebol da Praça Veiga Cabral ao lado da Barraca da Santa. Entre eles o Pe. Ângelo Biraghi.

Construção do Pensionato São José

(Foto: Reprodução/Arquivo da Diocese de Macapá)

Para ampliar clique na imagem
Anos 50 - Pe. Vitório Galliani - um dos pioneiros do PIME em Macapá, fiscaliza obras de construção do Pensionato São José. Pe. Vitorio chegou em Macapá, junto com outros missionários do PIME, em 1948. Faleceu e foi sepultado em Macapá em 1983.