quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Um Pioneiro Ilustre: Coaracy Sobreira Barbosa

(Foto gentilmente enviada, via e-mail, por Edgar Veloso - genro de Coaracy)
"Coaracy Sobreira Barbosa, nasceu em 16 de junho de 1923 em Vitória do Espírito Santo e, aos treze anos, já fazia estágio no Diário da Manhã da sua terra natal. Depois de passar pelo Rio de Janeiro e Belém trabalhando em empresas comerciais, chegou a Macapá em 1945 quando Janary Nunes iniciava o seu governo e recrutava mão de obra em todo o Brasil. De 1945 até 1957 ele foi professor primário, ano em que foi nomeado prefeito do município de Calçoene, onde permaneceu até 1961, quando passou a assessorar o deputado Janary Nunes. Foi um dos fundadores da Companhia Amapaense de Telefones - CAT em 1965 e permaneceu na Teleamapá, de 1973 até 1988 onde exerceu cargos importantes. Era membro da Academia Amapaense de Letras e da Associação Amapaense de Escritores - APES, além de fazer parte também de outras entidades representativas. Coaracy Barbosa foi um pesquisador incansável e dispunha de  material para escrever a história dos municípios de Calçoene, Amapá, Macapá, Mazagão e Oiapoque, bem como, era possuidor de  vasto acervo sobre os eventos mais importantes ocorridos no Amapá. Se não fossem as enormes dificuldades que são impostas aos escritores para publicar seus livros, quem sabe a nossa história já não seria muito mais conhecida, através deste batalhador incansável que amava de verdade a terra que o acolheu."
O escritor Paulo Tarso Barros assim o definiu: "Coaracy Barbosa era um cidadão digno, apaixonado  pelo  que  fazia,  amigo  da  pesquisa  histórica,  um  autêntico  minerador dos fatos, capaz de gastar o último centavo para reproduzir  uma  foto,  xerocopiar  um  documento  ou adquirir  uma  obra.  Era aquele  estudioso  que  se  sentia  feliz, exultava  ao  fazer  uma  descoberta,  ao  encontrar um  amigo dos  tempos  do  Território,  os  heroicos  pioneiros  que  protagonizaram a epopeia do Amapá e relembrar com eles episódios daquela época."
Seguem alguns  comentários  sobre  a  vida  e  a  obra  de Coaracy Barbosa:
"Padre Jorge Basile escreveu que Coaracy Barbosa  é  uma  estrela  de  primeira  grandeza;  o  jornalista  Aluizio  Brasil  numa  de  suas  crônicas  intitula  Coaracy  Barbosa  como  a  reserva  moral  do  Amapá;  o  Desembargador  e  escritor  Gilberto  Pinheiro  ressaltou,  através  de  artigo  na  imprensa,  o  grande  trabalho  do  pesquisador  sobre  a  saga  dos pioneiros; também o articulista Belarmino paraense de  Barros  destacou  a  obra  de  Coaracy  Barbosa,  um  homem  que dedicou sua vida ao Amapá, desde que aqui chegou e  começou a atuar como professor e jornalista. Sua  trajetória  é  notável,  pois  tem  participado    de  entidades  sociais  e  culturais,  como  a  Associação Amapaense  de  Imprensa,  Associação  dos  Cronistas  e Locutores  Esportivos,  foi  um  dos  incentivadores  da   Criação  da  Associação  das  Secretárias  do  Amapá.  Era membro  da  Academia  de  Letras,  da  Associação  Amapaense de Escritores – APES, já foi agraciado com os  títulos  durante  o  governo  Pauxy  Nunes  foi  chefe  de  Gabinete.  Por  muitos  anos  exerceu  vários  cargos  relevantes na antiga Companhia Amapaense de Telefones;  foi Secretário de Finanças da Prefeitura de Macapá.  Coaracy  Barbosa  publicou  três  volumes  de  Personagens  Ilustres  do  Amapá  e  História  da  Justiça do Amapá."
Coaracy Barbosa, faleceu  no  dia  26 de janeiro de 2003  por  complicações  respiratórias.
Texto de Paulo Tarso Barros-Presidente   da  Associação   Amapaense   de    Escritores-APES e membro da União Brasileira de Escritores – UBE, –especialmente adaptado para o blog Porta-Retrato.
Fonte: Livro Personagens Ilustres do Amapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário