domingo, 2 de março de 2014

Professora Sol Elarrat Canto, uma das pioneiras da Educação do Amapá!

Sol  Elarrat Canto, é paraense de Cametá, onde nasceu em 2 de março de 1932. Filha de Maurício Isaac Elarrat e Lica Benoliel Elarrat.  É  de família originária de Marrocos e Tange, na época possessão francesa. Teve uma infância feliz pois  foi criada na fazenda de seu pai. Deixou sua cidade natal aos 12 anos, para estudar na capital paraense, Belém, no Instituto de Educação do Pará. Lá se formou aos 18 anos, como professora e seguiu imediatamente para Macapá, onde chegou em 1950. 
Lá conheceu seu primeiro e único amor, Juvenal Salgado Canto com quem se casou em 31 de janeiro de 1952(foto), e vivem juntos há 62 anos. Desse enlace nasceram cinco filhos, todos formados: Augusto Celso, em educação física; Fernando, analista de sistema; Sérgio Aruana, engenheiro mecânico e arquiteto; Jorge, engenheiro elétrico;  e Surama, a caçula, é médica.
     Professora Sol conta que, ao chegar ao Amapá, notou que a casa, escolhida pela família, não comportava todos os membros, fazendo assim com que ela e a irmã, também professora, fossem procurar auxílio do governador da época, Janary Gentil Nunes, que as recebeu muito bem, principalmente por saber que tratavam-se de professoras. O governador providenciou que Sol se instalasse em uma das residências destinadas aos funcionários do então Território do Amapá, até ficar pronto o alojamento de 14 professoras no Grupo Escolar Barão do Rio Branco, que também estava em construção.
     Professora Sol lecionou, inicialmente, no Grupo Escolar Alexandre Vaz Tavares; em seguida foi para o Barão do Rio Branco e depois para o Grupo  Escolar General Azevedo Costa, no  Laguinho, onde atuou nas funções de secretária e diretora, respectivamente. Passados dois anos, voltou como secretária do Barão do Rio Branco.
    Algum tempo depois, teve de deixar o Amapá, retornando a Belém, para tratamento de saúde de um dos seus filhos, ficando ausente durante nove anos.
Professora Sol Elarrat Canto (Reprodução Facebook)
Professora Sol, continua uma pessoa alegre, lúcida e de bem com a vida, hoje curtindo sua merecida aposentadoria com o carinho dos filhos, netos, demais familiares e amigos.
      
Parabéns -  ilustre amiga aniversariante - grande pioneira da Educação do Amapá!

Felicidades!

Fonte: Informações extraídas do Jornal Tribuna Amapaense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário