domingo, 8 de março de 2015

Foto Memória de Macapá - Rua Cândido Mendes - Década de 50

Esta relíquia fotográfica foi reproduzida do blog do amigo José Alberto Tostes:
Trata-se de um registro histórico da cidade de Macapá, Capital do Estado do Amapá, na década de 1950.
Seria um trecho da Rua Cândido Mendes entre o canal de rua Mendonça Junior e Rua Padre Júlio Maria Lombaerd.
O amigo Luiz Neto - filho do dono da Casa Vera Cruz, que também existia na Cândido Mendes - confirma a localização da Casa Dora, a primeira onde estão as bicicletas no pátio; ele confirma também, que no sobrado localizado ao lado, funcionava o Rex Hotel.

Outro leitor que confirma nossa informação é o amigo Bira Matias: “Lázaro, era exatamente a Casa Dora do seu Tanuz(pai da Dora e do Rajja). A casa de dois andares ao lado era do meu pai Antônio Matias(que era garçon do restaurante do Macapá Hotel e trabalhou junto com seu Pereira que se não me engano era pai do PATACA). A casa era um restaurante chamado Manganês Bar(Bar e hospedaria) de propriedade do papai. Deu saudades em ver a foto. Morei lá por um bom tempo.”

Já o amigo e jornalista Ernani Marinho diz que “essa casa de altos que era um bar na parte de baixo e uma espécie de hotel popular na parte superior, teve como primeiro proprietário o seu Lacerda, pai do Aderbal, Elcy, Guara e mais alguns filhos. O seu sócio, se não estou enganado, era o seu Viana, pai da Bety, Graça, Otávio (piquinha) e outros Viana.”

Também o amigo Raimundo De Souza Martins deixou seu testemunho sobre o assunto: “É amigo Bira Matias, na verdade o pai do Pataca é Manoel Figueira, grande Figueira, que junto com seu genitor Antônio Correa Matias, trabalhamos no Macapá Hotel por muitos anos, sem esquecer as estórias hilárias do Inácio, grande garçon. No mesmo trecho João Lázaro Silva, existia também o bar Brunswick, do seu João e ainda (do outro lado da rua) a casa Estrela, do seu Celestino Pinheiro Filho, boas lembranças.”
E em nome da família Viana, a professora e amiga Eunice Viana, confirma que “nesse local funcionava no térreo o Bar e Sorveteria Amapaense de sociedade do meu pai Raymundo Gonçalves Viana e do Sr. José Lacerda, pai do Aderbal Lacerda e na parte de trás funcionava como um hotel e ficava ao lado da Casa Dora.” 

Nota do Editor: Se outros leitores tiveram informações relevantes podem deixar seus comentários, ou no Facebook ou diretamento no blogJoão Lázaro).
(Última atualização às 23:55 hs 08/03/2015)

2 comentários:

  1. Realmente Lazaro, só lembro da Casa Dora e do Rex Hotel logo em seguida. A outra edificação ainda não era o que se transformou no BRUNSWICK (não sei a grafia) atual JK. A casa Dora tinha seu nome em homenagem a filha do casal Tanus Ziade e sua mulher D. MImi. A familia se completava com o filho mais velho Raja Nader Ziade. Luiz Neto

    ResponderExcluir
  2. Bela foto, Lázaro! Mais uma página contada, acerca da história de Macapá.
    Um abraço, Cléo Araújo

    ResponderExcluir

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...