quarta-feira, 18 de março de 2015

Família Cruz – Nome e tradição em Macapá

Uma das famílias mais tradicionais do Amapá é a Família Cruz.
Tudo começou com o patriarca Mário Cruz que “era um comerciante ribeirinho da Amazônia, que levou pessoalmente a Janary Nunes, interventor do Amapá, algumas pedras escuras e pesadas, que usara como lastro para seu barco, em busca da recompensa prometida.
O tempo passou e a família cresceu. O destino dividiu pessoas que seguiram outros rumos...foram muitos seus descendentes. Parte deles está reunida no registro fotográfico abaixo, datado de março de 1973, que foi compartilhada com o Porta-Retrato pela amiga Marisa C ruz, filha de Marino e neta do Mário Cruz.
A nosso pedido a própria Marisa, gentilmente, nos atendeu e identificou cada um que está nessas imagens.Confiram...
"Família Cruz toda reunida na casa do Tio Guilherme, na Av. FAB 1022, no ano de 1973. Começando embaixo, da esquerda para a direita: Regina Cruz (vestido branco), Tio Guilherme Cruz, Tia Ivone Cruz, Tia Lygia Cruz, Sandra Cruz (a criança de vermelho), Vovó Eufrásia Cruz, Tia Lia Carmen Cruz, Maria José Cruz (minha mãe), Dina Cruz, Cláudia Cruz (criança de vestido branco), Paulo Cruz, Marino Cruz (meu pai), Jurema Leite, Tio Humberto Cruz (camisa amarela). As crianças na cerca, da direita pra esquerda: Selma Cruz, Betina Cruz, Mário Cruz (meu irmão), Suzana Márcia Cruz, Marisa Cruz (eu segurando a cabeça da Tia Lygia), Humberto Mauro Cruz e Janice Cruz (atrás da Regina).” (Marisa Cruz)
Fonte: Memorial Amapá

Nenhum comentário:

Postar um comentário