quarta-feira, 7 de abril de 2010

Prédio da Escola Paroquial São José

(Foto: Reprodução/Cortesia da Diocese de Macapá)

Ano 1965 - Escola Paroquial São José - Pátio Interno

9 comentários:

  1. Nesse mesmo ano, eu fiz um cursinho ai preparatorio para o exame de admissão. A minha irmã Vitoria estudava o jardim de manhã ai e parece que a diretora era a Prof. Carmelita.

    ResponderExcluir
  2. Fui aluno da Escola São José, no ano de sua inauguração. Eram os bons tempos do Pe. Lino e da diretora profa. Odila Araújo, hoje freira. Eram os idos de 55. Certa vez, aprontamos com nosso colega de turma, filho do 2º governador, Amilca Pereira. Sobrou para os alunos pobres: eu fui suspenso. Mas, tudo bem, a vida continuou.

    ResponderExcluir
  3. Lembro-me bem da Profª Odila Araújo.
    Se alguém souber notícias pode nos informar, por gentileza.
    Espaço aberto para a família.

    ResponderExcluir
  4. A Profa. Carmelita, foi por longos anos diretora da Esc. Alexandre V. Tavares. Nome de um grande médico da terra que viveu em Macapá.

    ResponderExcluir
  5. Certo Lindoval. A Prof. Carmelita foi diretora por 13 anos do Alexandre Vaz Tavares.Depois, ela dirigiu o Barão, com certeza. Se não me engano (nao tenho certeza mas posso confirmar com a Nazaré, sobrinha dela) ela também dirigiu a Escola São José.

    ResponderExcluir
  6. Quando tinha quatro anos estudei o jardim no ano de 1967 nesse colégio. Usava até gravata. Boas lembranças!

    ResponderExcluir
  7. Do lado esquerdo da foto ,onde era a entrada para
    o educandário ,funcionava a escola de datilografia , onde a queridísima professora Conceição Marques ,ensinou por longos anos!
    Algum aluno dela por ai?????

    ResponderExcluir
  8. Alo João:
    Salvo engano, nesse espaço livre da quadra existia, nos anos 60, um barracão de madeira, que era usado como cinema, antes da construção do Cinema João XXIII. Lembro de um filme que lá assistí, cujo nome era "O último dos moicanos", em preto e branco.
    Abraços,
    Aloisio Cantuária

    ResponderExcluir
  9. geraldo fernandez vasques12 de janeiro de 2011 13:26

    joão, um grande abraço, sou o geraldo vasques filho do alvaro vasques, irmao do ponta fina (claudio)voçe esta de parabens por essa grande empreitada de relembrar como foi bom termos vivido em macapá, eu tenho muitas saudades, quando vou a macapá não deixo de tomar um bom banho no nosso rio, la no trapiche, agora, respondendo ao nosso amigo a professora Carmetita do Carmo foi diretora da Escola Paroquial, estudei ate o ano de 1965 e realmente a farda tinha uma gravatinha cor de rosa e a blusa era de quadrinho azul e branco com a calça curta azul marinho.

    ResponderExcluir