domingo, 15 de abril de 2018

Memória Ferroviária do Amapá - ESPECIAL - LITERATURA : Revistas "ICOMI-Notícias"

Prezados leitores do blog “Porta-Retrato”
Numa deferência especial de dois grandes amigos de Macapá, estamos disponibilizando neste post - para leitura, estudo e pesquisa dos interessados - uma riquíssima e rara fonte, com registro de um importante período da história da Mineração do Amapá.
Os dois amigos são: o pioneiro Cosme Jucá de Lima, ex-funcionário aposentado da Mineradora ICOMI e o pesquisador e blogueiro Rogério Castelo, editor do blog “Amapá, minha amada terra”.
Cosme Jucá de Lima, disponibilizou de seu acervo pessoal, a Coleção completa da conceituada Revista “Icomi-Notícias”, editada pelo Departamento de Relações Públicas da ICOMI, que circulou de Janeiro/1964 a Julho/1967, num total de 36 edições, publicadas.
Rogério Castelo fez a digitação de todas as edições, e gentilmente ofertou uma cópia de seu importante trabalho para enriquecer ainda mais nosso acervo histórico memorialista.
Conheça agora, com detalhes, a história da Revista “ICOMI-NOTÍCIAS”, num texto do pesquisador Emanuel Jordanio (*).
“Lançada em janeiro de 1964, “ICOMI-Notícias” foi a primeira revista institucional a circular no Território Federal do Amapá, sendo editada pelo Departamento de Relações Públicas da ICOMI, com tiragem mensal de 3 mil exemplares, distribuídos gratuitamente aos funcionários da mineradora e para aqueles que gostavam de uma leitura diversificada. Essa publicação era tão bem contemplada por seus realizadores que mereceu uma luxuosa festa em seu lançamento, ocorrida na noite de 18 de janeiro de 1964, na sede social do Santana Esporte Clube (Vila Amazonas).
Seu corpo editorial era composto de profissionais que já conheciam o ramo da comunicação regional, sendo eles: Euvaldo Simas Pereira (Redator-chefe), Mário Vasconcellos (Redator), Fernandes Lima (Revisor) e Mário Parpagnoli (Arte), Jorge Mota (Técnico-gráfico). As reportagens externas eram feitas por nomes como Eduardo Lyra Ferreira, Juarez Boas Novas Maués, José Antônio Aleixo e Edilson Sales Abrahim.
Com 34 páginas (muitas vinham coloridas), a revista abordava diversos assuntos de interesse local, pautando sobre os fatores sócio-econômicos e até políticos, onde também documentava a vida e o cotidiano social daqueles que habitavam nas vilas operárias da ICOMI, focando as ações empenhadas pela mineradora em prol do Amapá (atendendo nas melhorias do setor da saúde, da agricultura, da assistencial social, e outras áreas).
Os artigos publicados na abertura da revista eram mensalmente assinados por grandes autoridades que integravam a cúpula administrativa do Grupo CAEMI (Dr. Paulo Antunes, Hermelino Gusmão, Flávio de Miranda Carvalho, Francisco de Paula, e outros diretores), na qual expressavam com franqueza e otimismo os objetivos que a empresa desenvolvia para seus funcionários e para o povo do Amapá.
Tanto que na primeira edição da revista, o artigo inaugural seria de autoria do empresário Augusto Trajano Antunes (Presidente do Grupo CAEMI) onde descreveria os objetivos sociais desta revista assim registrado em um dos parágrafos do texto abaixo:
''Será a nossa revista também um elo de ligação com as demais comunidades do Território Federal do Amapá e com a própria Amazônia, da qual todos, individual ou coletivamente, formamos parte integrante. Estamos no Amapá – os amapaenses e os filhos de outros rincões nacionais – reunidos com o mesmo espírito de brasilidade, o mesmo apego à terra, o mesmo desejo de progresso e de ordem, os mesmos ideais. ICOMI NOTÍCIAS servirá a este propósito, não duvido, de concentração de esforços pelo bem comum, por passos mais largos de progresso do Território Federal do Amapá, nos campos da cultura, da economia e do fortalecimento social.”
Todos os eventos cívicos, esportivos e sociais, que eram constantemente organizados pela gerência da ICOMI no Amapá recebiam a cobertura fotográfica e contextual da Revista, assim como os projetos assistenciais mantidos pelas instituições criadas por seus colaboradores (como a realização de bingos beneficentes e a distribuição de roupas e comida para famílias carentes que residiam nas regiões próximas da mineradora).
A constituição administrativa de empresas locais como BRUMASA, COPRAM e IRDA (todas pertencentes ao Grupo CAEMI) também foram destaques nas páginas da Revista ICOMI Notícias, tornando-a pioneira na comunicação institucional no Amapá.
A partir junho de 1966 (edição 30), a revista tornou-se uma publicação bimestral em virtude de mudanças internas na ICOMI, porém, mantendo seu modo de informar os acontecimentos da mineradora. Circulou até julho de 1967 quando parte de sua equipe de redatores solicitou demissão do Grupo CAEMI, seguindo para outros Estados Brasileiros.
Resumindo: Durante o período de circulação, de Janeiro/1964 a Julho/1967, foram publicadas 36 edições, da conceituada Revista ICOMI Notícias."
(*)  editor do blog Memorial Santanense
Fonte: Memorial Santanense

Seguem abaixo, as 36 edições da Revista "Icomi Notícias". Boa leitura!
Clique no link numerado para abrir as edições: 
IN 1    IN 2    IN 3    IN 4    IN 5   IN 6   IN 7  IN 8  IN 9  IN 10 
IN 11  IN 12  IN 13  IN 14  IN 15  IN 16  IN 17  IN 18  IN 19 
IN 20  IN 21  IN 22  IN 23  IN 24  IN 25  IN 26  IN 27  IN 28  IN 29  
IN 30  IN 31  IN 32  IN 33  IN 34  IN 35  IN 36

4 comentários:

  1. Agradeço a referência! O Sr Cosme me confiou todas as edições e é merecedor de muita gratidão por sua disponibilidade. Mesmo assim, numa forma de minimizar qualquer dano a revistas tão frágeis, em poucas edições misturei com algumas páginas que já haviam sido digitalizadas e me foram repassadas (a estas acrescentei digitalização parcial no registro) e apenas duas edições do acervo do Sr Cosme não foram digitalizadas. Um exemplar que havia escaneado da Biblioteca Pública Elcy Lacerda e outro em que preservei na íntegra o trabalho de alguém que escaneou e não tenho o nome (a quem registrei autor desconhecido).

    ResponderExcluir
  2. Ótima iniciativa! Parabéns para os idealizadores e redatores da revista, ao colecionador Cosme Jucá de Lima, ex-funcionário da ICOMI, que disponibilizou o acervo, ao Rogério Castelo, que tece a paciência de digitalizar todo esse material, e ao Porta-Retrato, que também está divulgando. É mais um pedaço da história do Amapá que vem à luz!

    ResponderExcluir
  3. Essa postagem sobre a Revista ICOMI Notícias traz boa parte do renascimento da nossa história. A ICOMI foi a grande responsável pelo desenvolvimento desse rincão setentrional brasileiro, graças ao empenho do Dr. Augusto Trajano de Azevedo Antunes, através desse grande empreendimento. Meu caro João Lázaro, essa revista é rara e poucas pessoas possuem a coleção completa, pensa numa dificuldade de, pelo menos, emprestá-la. Agora teremos a oportunidade de adquiri-las. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Fantástico, excelente, um acêrvo histórico do Amapá encontrado na bondade dum cidadão que liberou estes tesouros que servirão para pesquisas e documentários sobre nosso majestoso Amapá; agradecimentos à voces que se preocupam com nossa história e não deixam desaparecer o que foi nossas essências de vidas e convivências em nossa terra; ações como estas dignificam nossa história, parabéns. Heraldo Amoras_Belém-Pará-PA

    ResponderExcluir