quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Foto Memória do Jornalismo Amapaense: Paulo Conrado Bezerra

PAULO CONRADO BEZERRA nasceu em Arco Verde-Pernambuco no dia 24 de novembro de 1934; passou parte da infância lá em seguida foi morar na cidade de Caruaru onde estudou e concluiu seus estudos; viajou para São Paulo, onde começou a trabalhar na Folha de São Paulo.  Em 1962, a convite do então deputado federal Janary Gentil Nunes, do Território Federal do Amapá, foi trabalhar no Jornal “A Mensagem” por alguns anos, em Macapá, e depois entrou para o quadro de funcionários do ex-Território do Amapá onde trabalhou como relações públicas no Palácio do Governo, depois nomeado Professor de Inglês e Literatura e lecionou no Colégio Amapaense em 1972.
Constituiu família em Macapá, casou-se com Julia Sampaio, desse matrimonio nasceram os filhos, André Luiz, Germano Augusto, Andréa e Paulo.
Foi um homem estudioso e polivalente, conhecedor da ciência do direito; por muitas vezes saiu-se muito bem como causídico na defesa de seus constituintes sendo um grande jurista (rábula).
No final do ano de 1973 foi transferido para o município do Amapá onde foi lecionar na Escola Vidal de Negreiros; em 1975 voltou para Macapá e foi trabalhar na Secretaria de Educação; em 1976 voltou novamente para trabalhar no município do Amapá a convite do então prefeito Fernando Dias, desta vez para assumir a Secretaria de Educação do município; lá ajudou a fundar a liga de esporte daquele município onde fez parte da diretoria. Ao retornar para Macapá, voltou a trabalhar na Secretaria de Educação/departamento de esporte CEFER.
Como desportista fez parte da diretoria da executiva do Esporte Clube Macapá; também nessa área foi um baluarte principalmente quando esteve na federação amapaense de esportes aquáticos na função de secretário, levando o Amapá a ser campeão de natação da Amazônia; foi responsável por várias vezes pela condução das equipes de natação do Amapá em inúmeras competições nacionais tanto na busca de recursos financeiros junto ao governo, quanto na motivação dos atletas.  Fez parte da Federação Amapaense de Futebol como conselheiro.  
Paulo Conrado Bezerra, morreu aos 47 anos de acidente automobilístico em Kouru-Guiana Francesa, em 16 de outubro de 1982.
(Foto: Reprodução / Google)
Neste mesmo ano de 1982 devido ao amor, dedicação à educação e ao desenvolvimento do esporte na juventude amapaense, o Governador Anníbal Barcelos baixou o decreto de número 026/82, denominando o Ginásio de Esporte localizado a rua General Rondon, de PAULO CONRADO BEZERRA, atual Centro Didático Estadual.

 Fonte: Informações de André Luiz Conrado, filho do biografado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...