domingo, 25 de junho de 2017

Foto Memória do Comércio Amapaense: O Pioneiro Álvaro Guimarães Vasques

O Pioneiro Álvaro Guimarães Vasques nasceu no dia 29 de agosto de 1911 em Las Palmas, ilhas Canárias, possessão espanhola, localizada no oceano Atntico, e foi registrado como português, visto que seu pai Fernando Vasques, Diplomata de carreira, exercia o cargo de Cônsul de Portugal em naquele pais. Com a mudança para o Brasil, foi nomeado Cônsul de Portugal em Belém do Pará. Aposentado, radicou-se definitivamente na Amazônia. 
Na foto de 1952 vemos o prédio dos antigos Armazéns Macapá(hoje demolido), casa comercial de propriedade de Álvaro Guimarães Vasques, que se situava à Av. Presidente Vargas, esquina com a rua Cândido Mendes, na capital amapaense.
Álvaro Guimarães Vasques chegou a Macapá no dia 8 de outubro de 1947, estabelecendo-se com atividade comercial, fundando os Armans Macapá, constituindo-se, na época, em um dos mais importantes pela sofisticação e por ser a primeira casa a vender eletrodosticos, ferragens, brinquedos, fazendas, etc. Foi arrendatário do Macapá Hotel, de propriedade do governo do TFA. Atuou no ramo atacadista de neros alimentícios e fundou a “Casa Cabocla” na década de 50. Em 1960 juntou-se a outros emprerios e implantaram o primeiro frigorífico privado no Amapá, abastecendo a população com carne e pescado. Posteriormente se envolveu na agropecuária, fundando a fazenda "Las Palmas", na região do rio Aporema, sendo o primeiro a introduzir gado nobre na região. Possuía um espírito aventureiro demonstrando isso quando realizou um “raid” de Macapá a Amapá, de moto, quando naquela época atravessavam 10 balsas. Destacou-se na sociedade como participante e presidente do Rotary Clube, do Aeroclube e da Associação Comercial.
Faleceu no dia 4 de janeiro de 1964, com 52 anos de idade.
Fonte: Livro Personagens Ilustres do Amapá – De Coaracy Sobreira Barbosa – Imprensa Oficial – Agosto de 1997

Nenhum comentário:

Postar um comentário