quarta-feira, 18 de maio de 2011

Pioneira das Artes e da Educação: Niná Barreto Nakanishi

(Foto: Reprodução de livro)

Niná Barreto Nakanishi nasceu na cidade de Barcelona, Estado do Rio Grande do Norte, no dia 9 de julho de 1929, filha do comerciante Luiz Gomes Barreto e Evença Gomes Barreto.
Estudou nas escolas públicas da sua cidade. Desde jovem mostrou tendência para a escultura, manuseando o barro, criando seus bonecos; participou de cursos incentivada por sua família e ficou conhecida em Natal.
Chegou à Macapá, em 1948, instalando seu "atelier" e conseguindo alguns alunos e, logo em seguida, foi contratada pelo governo do Amapá e passou a exercer a função de Professora de Artes. O seu "atelier" passou a ser frequentado pelos turistas, e tinha sempre em estoque estatuetas, miniaturas da fortaleza de Macapá, vasos artísticos cobertos de pó de manganês e outros minérios. Promoveu um curso de cerâmica artÍstica no período de outubro de 1957 a abril de 1958; foi convidada e participou do 2.° Salão de Artes Plásticas na Universidade de Sergipe. Expôs seus trabalhos em Belém, Estado do Pará, em 1971; no Distrito Federal em 1976; na "Amostra de Artes" em Fortaleza - CE; em Brasilia nas comemorações do "Ano Internacional da Mulher" em 1976, além de sete exposições em Macapá. Participou de cinco seminários, três congressos, um estágio e dois encontros, todos versando sobre as Artes Plásticas. Tem em seu curriculum várias portarias de elogios, medalhas e diplomas de honra ao mérito e um prêmio de "Hors-Comesurs". Suas obras estão em museus ou em poder de colecionadores na Itália, Japão, Estados Unidos, Alemanha, Holanda, Indonésia, Portugal e noutros países.
Sua casa era revestida de pedras coloridas, com estatuetas e adornos em todos os recantos. Tinha aparência de museu, de templo, de casa de boneca ou de fada, onde o visitante sentia-se bem, não só pelo ambiente que o cercava, mas pelo tratamento que recebia da dona da casa.
Niná foi casada com Tatsuo Nakanishi de quem se desquitou.
Construiu seu patrimônio com muita luta e o administrava com inteligência.
Niná Nakanishi faleceu em Macapá, em 20 de setembro de 2003.
Niná é uma das pioneiras das artes e da educação no Amapá.
(Fonte: Livro Personagens Ilustres do Amapá Vol. II, de Coaracy Barbosa - edição 1998)
(Última atualização em 16 de novembro de 2012)

2 comentários:

  1. Fui aluna de artes no Atelier da Professora Niná, onde aprendi a fazer objetos de ceramica. Era uma professora muito delicada e me mostrou o gosto das artes. Sarah Zagury

    ResponderExcluir

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...