terça-feira, 7 de agosto de 2012

Grupo Escolar Alexandre Vaz Tavares


A Escola Estadual Dr. Alexandre Vaz Tavares, localizada na Av. Feliciano Coelho nº 117, foi inaugurada no governo de Janary Gentil Nunes, com o nome de Grupo Escolar Alexandre Vaz Tavares, no dia 1° de maio de 1950(um domingo), por meio do Decreto nº104/50-GAB/GTFA, tendo como primeira diretora a Profª. Maria Carmelita do Carmo.
O nome da Escola homenageou o político, médico e poeta: Dr. Alexandre Vaz Tavares, que muito contribuiu para a formação do então Território, atuando como prefeito de Macapá em 1922.
(Reprodução)
Clique na imagem para ampliá-la
Ano 1950 - Um Domingo - Inauguração do Grupo Escolar "Alexandre Vaz Tavares", em 1º de maio de 1950.
Na foto Janary Gentil Nunes (todo de branco) - primeiro Governador do Amapá - hasteia a Bandeira Nacional.
O local da foto é, no estabelecimento, que fazia frente para a Av. Pedro Baião, no bairro do Trem.
Após a reforma e adaptação do prédio antigo, a entrada principal foi mudada para a Av. Feliciano Coelho, como está hoje.
Alexandre Vaz Tavares –
Intelectual positivista, médico, político e educador macapaense, foi o 4º Intendente de Macapá.
Governou o Município por um ano e meio: de abril de 1920 a setembro de 1921.
A primeira Diretora do estabelecimento foi a professora Maria Carmelita do Carmo.
Até 1970, a Escola possuía apenas um dos dois pavilhões existentes atualmente, com entrada pela Av. Pedro Baião.
Nas imagens da parte dos fundos do prédio, pode ser vista também a área coberta, onde funcionou o Jardim de Infância do estabelecimento.
Escola Alexandre Vaz Tavares (na Av. Felicano Coelho/2011)
Foto: Rogério Castelo/2011
A Escola possui hoje, 5 salas de aulas e demais dependências necessárias ao seu funcionamento e sua entrada passou a funcionar pela Av. Feliciano Coelho.
Oferta o Ensino Médio para o atendimento de 2.772 alunos, funcionando com salas de aula, laboratório de informática educativa - LIED, biblioteca e TV Escola.
A Escola já foi dirigida pelos seguintes gestores:
- Ruth de Almeida Bezerra;
- Santa Cruz Barbosa Chagas;
- Waldir Lyra Rodrigues;
- Francisco Alfaia Filho;
- Pedro Braga dos Santos;
- Maria de Nazaré Façanha Silva;
- Graciete Rodrigues Monteiro;
- Agenor Chermont;
- Manoel Osvani Bezerra Bacelar;
- João Carlos Ramos Pinnheiro;
- Edson Canuto de Sousa:
-  e José Eudon Banhos da Silva
Diversos títulos e posições foram alcançados durante a vida da Escola, em função do dinamismo de sua proposta pedagógica, com apoio e colaboração de toda a comunidade escolar (alunos, pais, professores e servidores), destacando-se, dentre os mais recentes:
- 1° lugar das escolas públicas na Olimpíada da Matemática, nos anos 2006 e 2007, sendo premiada com 10 computadores e um kit tecnológico (notebook e data show), respectivamente;
 - 3° lugar na Olimpíada de Química nos anos de 2005 e 2006, na UNIFAP – Universidade Federal do Amapá;
 - 1° lugar no Estado do Amapá no Exame Nacional do Ensino Médo - ENEM/2005;
 - Escola do Ano em 2005 e 2006, conforme pesquisa da UECSA - União dos Estudantes Secundaristas do Amapá;
- Maior número de alunos aprovados, das Escolas públicas, por dois anos consecutivos, 2005 e 2006, no vestibular da UNIFAP – Universidade Federal do Amapá.
(Repaginado em 7 de agosto de 2011)

10 comentários:

  1. Oi, João.
    Estudei no antigo Grupo Escolar Alexandre Vaz Tavares boa parte do meu antigo curso Primário. Lembrei com saudade; a carteira escolarv era dupla. Tempo em que na merenda escolar era servido um leite enviado para o Brasil pela Aliança para o Progresso (coisas do John Kennedy).
    Lembro bem da professora Amazonita, da diretora professora Carmelita, professora Corila (parece que era secretária) e de uma campa que assinalava o início e final das aulas, e o horário do recreio. Uma imagem marcante, retratato na primeira imagem, era a fila que se formava para hastear a bandeira brasileira e cantar o hino nacional antes das aulas.
    Em janeiro estive em Macapá, passei pelo Alexandre Vaz Tavares (tanto pela av. Pedro baião como pela Feliciano Coelho) e o que existe não lembra nem um pouco o antigo prédio. Tudo mudado e feio.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom. Estudei lá em 1994 e ainda lembro que todo dia nós cantavamos o hino nacional. Coisa que deveria ser feita até hoje.

    ResponderExcluir
  3. Bons tempos,muita saudade....

    ResponderExcluir
  4. MINHA MÃE TRABALHOU COMO PROFESSORA E SECRETÁRIA NA GESTÃO DA DIRETORA MARIA CARMELITA, ELA , ENQUANTO VIVA SEMPRE TECEU ELOGIOS PARA O COLÉGIO E LEMBRANÇAS BOA DESSE TEMPO. mINHA MÃE FOI A PROFESSORA Corila Reis

    ResponderExcluir
  5. Hoje a escola Alexandre Vaz Tavares esta abandonada pelo seus gestores, deixando muito adesejar.
    Em quanto alunos estão sem cadeiras para sentar os gestores preocuparam-se com aquisição de fimadoras para a escola.

    ResponderExcluir
  6. Tenho vontade de ver o nome da minha amada mãe,como integrante dessa escola;PROFESSORA NELI de LIMA REDIG.

    ResponderExcluir
  7. Estudei nessa escola querida. Diretor santa Cruz. Nessa época a escola era muito limpa e cheia de disciplina. Época em que se reconhecia o valor da educação e se respeitava o professor. Lembro do seu Eli, do professor Miguel Ramos, Professora Durvalina. Saudades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estudei nessa escola na época do Santa Cruz, o chão chegava a brilhar, grande Diretor, Durvalina foi minha professora maravilhosa, e Miguel Ramos meu amado pai que já se encontra perto de Deus, grande time de profissionais, Saudade,

      Excluir
  8. Opa João tudo bem ?, Meu nome é Marcio Monteiro e sou descendente deste homem que muito se fala mas pouco eu conheço de sua história.
    Pode entrar em contato para que eu possa saber mais da vida deste que foi meu bisavô ?

    ResponderExcluir
  9. Opa João tudo bem ?, Meu nome é Marcio Monteiro e sou descendente deste homem que muito se fala mas pouco eu conheço de sua história.
    Pode entrar em contato para que eu possa saber mais da vida deste que foi meu bisavô ?

    ResponderExcluir