terça-feira, 25 de outubro de 2016

Foto Memória de Macapá: Alameda Francisco Serrano

Havia uma antiga passagem, em Macapá que foi transformada em passeio público pelo primeiro governo Barcellos, ainda no Amapá como Território Federal.
Na verdade, era uma viela,  chamada de “beco”: uma rua estreita e curta, que não permitia a passagem de veículos, e saia atrás do Macapá Hotel
Nos idos de 50/60 funcionou por lá uma hospedaria (barracão dos imigrantes) do Governo do Território (a outra hospedaria ficava na descida do cemitério na altura da Av. Cora de Carvalho) para abrigar os colonos, quando vinham para a cidade.
Neste mesmo "beco" - na parte detrás do antigo prédio da farmácia - funcionou a fábrica do Super Guaraná - que era concorrente do FLIP - dos irmãos Zagury. Mais atrás ainda, funcionava a Boate Gelly, num prédio super pequeno.
A Foto Memória de hoje, extraída do Baú de Lembranças do jornalista João Silva - amigo e parceiro do blog Porta-Retrato - imortaliza a imagem da inauguração da Alameda “Francisco Serrano”, um farmacêutico paraense que chegou cedo ao Amapá e foi proprietário, por muitos anos, da Farmácia e Drogaria Serrano, que ficava de frente para a Cândido Mendes, e precisou ser demolida para permitir o prosseguimento da General Gurjão.
Quem discursa é o deputado federal na época, engenheiro Clarck Charles Platon provavel representante do Governador do TFA, Annibal Barcellos; ainda aparecem no registro Marlúcio Serrano, Marlindo Serrano, Luís Serrano e a esposa, agrônoma Maria Tereza, falecida recentemente; prestigiam a inauguração o comerciante Abdala Houat, Altair Cavalcante de Lemos, Ronaldo Pereira, Chefe de Gabinete, e Diógenes  (Cabinho), ajudante de ordem do ultimo governador do Território Federal do Amapá e primeiro do Estado do Amapá, eleito em novembro de 1989 com a promulgação da Constituição Cidadã, para lembrar o inesquecível Ulisses Guimarães.
Parte do texto é redação do João Silva.
Nesta segunda foto - também dos anos 80 - podemos ver a descida da Rua Cândido Mendes, mostrando prédios no início da passagem onde é hoje a Alameda Francisco Serrano. 
Na imagem, antigas casas comerciais que situavam-se em frente à área hoje ocupada pelo Teatro das Bacabeiras, na Praça Veiga Cabral. Todas elas foram demolidas.
Observa-se à direita, no beiral da casa, apenas a letra "F" da antiga Farmácia Serrano. 
É bom lembrar que, a primeira Farmácia do Sr. Francisco Serrano funcionava no prédio de alvenaria aí na esquina, isso no tempo do pai deles. Após a morte do "seu" Serrano, os filhos, atravessaram a rua e se instalaram, em frente, com o empreendimento já administrado por eles.
Nota-se também uma placa do G.T.F.A., anunciando a obra de construção da alameda.
(Post repaginado e reeditado com atualizações)

2 comentários:

  1. E é uma pena que nossos administradores dos anos 70 e 80 tenham destruido todos os prédios antigos.

    ResponderExcluir
  2. Alo, João Lázaro:
    Minha mãe se referia a essa hospedaria como barraco dos imigrantes; na época era menino (quando ainda usávamos calças curtas). Lembro de algumas visitas que fizemos a alguns conhecidos de minha mãe que lá estavam hospedados. Lembro também que de lá dava pra avistar aquele muro que havia em frente ao Macapá Hotel e que foi derrubado.
    Obrigado por essas imagens que lembram Macapá de outra época e que estão gravadas em nossas retinas e arquivadas em nossas memórias.
    Abraços, Aloisio.
    aloisiocantuaria@yahoo.com.br

    ResponderExcluir

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...