sexta-feira, 4 de junho de 2010

Asfaltamento da Rua Cãndido Mendes

(Reprodução)

Clique na imagem para ampliá-la.

Ano 1960 - Conclusão do asfaltamento da Rua Cândido Mendes. Foto tirada de frente ao antigo Rei da Roupa, de Olinto Ponciano Lima e Mário, na confluência com a Av. Antonio Coelho de Carvalho, às proximidades do Mercado Central. Vemos ainda o prédio da antiga Casa Belém, tendo em frente a Casa Beiruth N'America, já na confluência com a Av. Coaracy Nunes.

2 comentários:

  1. João, olhando hoje a Rua Cândido Mendes, asfaltada, larga e de tráfego intenso, volto-me para os anos 50 quando percorríamos aquela artéria sobre pontes de um lado e de outro. Em 1958, na gestão do prefeito Heitor Picanço, foi assinado um convênio entre o governador Pauxy Nunes e a ICOMI para aterrar a nossa principal via comercial. Lembro-me muito bem: o serviço foi executado pelas máquinas de terraplenagem imensas cedidas pela empresa de mineração. Segundo babado que correu na época, em troca desse trabalho, a Icomi deixaria de recolher, por certo tempo, os royalties devido pela exploração do manganês. Nesta época, esse imposto ia para os cofres do Governo Federal. E o nosso Amapá continuou pobre, apesar de sua imensa riqueza que por fim esgotou-se.

    ResponderExcluir
  2. Ok Lindoval, me lembro disso mesmo.
    Obrigado pelos seus depoimentos.
    grande abraço

    ResponderExcluir