terça-feira, 26 de abril de 2011

O Pioneiro Amilcar da Silva Pereira

(Foto: Reprodução de livro)
O Pioneiro Amilcar da Silva Pereira nasceu no Município de Bragança, Estado do Pará, em 16 de fevereiro de 1919, filho de Antônio Manoel Pereira e D. Argentina Pinheiro da Silva.
Desde cedo mostrou-se interessado pelas causas voltadas à saúde do ser humano. Após os estudos primário e ginasial, ingressou na Faculdade de Medicina e Cirurgia do Pará, diplomando-se em 1945.
Enquanto se adaptava à profissão, foi professor de Ciências Físicas e Naturais no Colégio Progresso Paraense em Belém e, no dia 15 de fevereiro de 1946, foi contratado pelo governo do Amapá, assumindo o cargo de Diretor do Posto Médico do Município de Oiapoque. Com o pedido de exoneração do Prefeito Dr. Sérgio Olindense Ferreira, foi nomeado para o cargo no dia 16 de novembro do mesmo ano.
Em fins de 1947 casou-se com a jovem professora Oneide Cruz da Silva Pereira. Transferiu-se para Macapá, passando a exercer a Medicina nas diversas áreas da antiga Divisão de Saúde, destacando-se como: Chefe de Serviço de Pediatria do Hospital Geral de Macapá; Diretor do Posto de Puericultura Iracema Carvão Nunes; Professor no Colégio Amapaense, exercendo posteriormente o cargo de Diretor do Colégio; participou da fundação do Centro de Estudos Dr. Lélio Silva, órgão oficial da Sociedade Médica do Território do Amapá; integrou a Comissão Científica, na condição de Presidente, tendo como membros os doutores Mário Medeiros Barbosa e Carlos Alclepíades de Lima. Em 16 de maio de 1954, foi designado por ato do governo, para responder pelo cargo de Secretário Geral, ratificado em 10 de julho do mesmo ano. Assumiu o cargo de Governador do Território em 2 de fevereiro de 1956, substituindo o Capitão Janary Gentil Nunes, nomeado para a Presidência da Petrobrás, tendo como Secretário o Sr. Pauxy Gentil Nunes. Durante seu governo, destacaram-se a implantação da Companhia de Eletricidade do Amapá em 3 de setembro de 1955; a criação do Município de Calçoene e a posse do primeiro Prefeito Coaracy Barbosa em 25 de janeiro de 1957; a inauguração do Porto de Santana. De repente ocorreu o desastre aéreo na localidade de Carmo do Macacoari que ceifou as vidas do Deputado Coaracy Nunes, do Suplente Hildemar Maia e do piloto Hamilton Silva, enlutando o povo amapaense. O Amapá não podia ficar sem representante na Câmara Federal, e o Partido Social Democrático - PSD apresentou o nome do Dr. Amílcar da Silva Pereira para completar o mandato, tendo como suplente o Dr. Aurélio Távora Buarque. Em 3 de outubro de 1958, candidatou-se e foi eleito, derrotando a oposição liderada pelos candidatos Dr. Dalton Lima e Amaury Farias.
Representou o Amapá de 1958 a 1962 e, ao término de seu mandato, solicitou sua remoção para o Ministério da Saúde, não mais retornando ao Amapá. Mas o povo tem gratas lembranças daquele cidadão calmo, sorridente, leal e amigo dos seus subordinados.
Dr. Amilcar da Silva Pereira faleceu no dia 27 de fevereiro de 2012, às 11h50min, na cidade do Rio de Janeiro.
(Fonte: Livro Personagens Ilustres do Amapá Vol. 1, de Coaracy Barbosa - edição 1997).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...