sexta-feira, 20 de abril de 2012

Rua Coronel Coriolano Jucá

(Reprodução de arquivo)
Foto da década de 60 nos mostra a Av. Coronel Coriolano Jucá esquina com a Rua General Rondon.
O Coronel Coriolano Jucá foi o primeiro Intendente (prefeito) de Macapá.
Ele iniciou a construção do prédio da Intendência (atual museu Histórico Joaquim Caetano da Silva) na Alameda Mário Cruz, inaugurado em 15 de novembro de 1895 .
Esta foto foi tirada de cima do Colégio Amapaense e mostra, em primeiro plano, o telhado de duas casas que se situavam bem ao lado do citado colégio.
A casa ao canto esquerdo da foto era da família Viana (onde hoje funciona um restaurante), a casa da esquina pertencia ao Sr. Otaciano Bento Pereira. (fundador do Jornal do Dia). Funcionou no local, primeiramente, o Bar e Mercearia Vitória. Depois que o Bar fechou funcionou, no mesmo espaço, um frigorífico em sociedade com o Sr. Álvaro Guimarães Vasques, proprietário do Armazem Macapá. Seu Otaciano residia com a família, no mesmo imóvel, pro lado da Av. Cariolado Jucá.
No mesmo lado da casa do seu Otaciano tinha um imóvel onde funcionou Banco da Borracha (hoje denominado Banco da Amazônia). 
Do lado oposto da Av. Coriolano Jucá no sentido da Rua Tiradentes (antiga José Serafim), vemos uma casa (de pátio pequeno) onde morava o Sr. Mundoca Bezerra; na casa à esquerda morava o Sr. Bena, seguida da Loja Maçônica "Duque de Caxias" (em frente morava o Sr. Nilton Cardoso); ao lado direito do prédio da Maçonaria morou o médico Diógenes Silva (onde hoje mora a Sra. Iracema); o prédio de altos é o Hotel Santo Antônio (de proriedade do Sr. Davi e sua filha Letícia (Josefina) em frente onde hoje é o Diário do Amapá e antes era a Garagem da Prefeitura de Macapá e mais tarde foi o Cine Orange); segue depois a casa do Sr. Ituassú Borges de Oliveira (funcionário da SATFA - Superintendencia de Abastecimento do Amapá - depois transformada em COAP(Comissão de Abastecimento e Preços)/COFAP(Comissão Federal de Abastecimento e Preços) e depois SUNAB (Superintendencia Nacional de Abastecimento) - foi um dos primeiros donos de vitaminosa (amassadeira de açaí) de Macapá - a família continua morando no mesmo local; depois segue o muro da quadra do Amapá Clube e posteriormente (fora da foto) ficava a casa do Sr. Aderbal Lacerda (irmão da saudosa professora Elcy Lacerda) e família, já na esquina da Tiradentes, onde hoje funciona o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito).
(Foto: Reprodução de arquivo)
Nesta segunda foto temos imagens do local, num ângulo um pouco mais para a direita. Vemos a casa do seu Mundoca Bezerra e na esquina, com General Rondon, moravam os irmãos Michel e Nelson Abrão com suas famílias. 
(Atualizado em 21/04/2012)

10 comentários:

  1. Legal seu blog, continue mostrando para os amapaenses coisas legais do nosso passado. Firme.

    ResponderExcluir
  2. João,
    A esquina da qual aparece a casa do Sr Otaciano Bento Pereira, não seria Av: Coronel Coriolano Jucá com a General Rondon?

    ResponderExcluir
  3. Ok Zé Luiz, obrigado!
    Realmente troquei os Generais: o Gurjão é o do antigo Bairro Alto. Este aí realmente é o Rondon, grande desbravador da Amazônia.
    Feita a correção.
    Continue mandando.

    ResponderExcluir
  4. Lembro que as casas vizinhas do Sr Otaciano (uma delas aparece na foto), em uma das casas morou a enfermeira Josefa e na outra casa morou a familia da Prof.Graça Viana. Na casa da Graça Viana, que dava de frente p o Colégio Amapaense, depois fizeram aquela pastelaria Sarney, nao é isso?

    ResponderExcluir
  5. Isso mesmo Veneide.
    Estou lembrado da enfermeira Josefa, não lembrava o nome dela.
    Ela sempre era chamada pela minha família para aplicar injeções lá em casa. Na época moravamos lá pertinho: na casa 52 da Av. Presidente Vargas, que, anos mais tarde, mudou o número para 520.

    ResponderExcluir
  6. A enfermeira D. Josefa, mãe do pv, era conhecida por famílias antigas como a visitadora. Seguinte: Janary, ao assumir o governo, criou um programa de saneamento e assistência à infância e para isso organizou um grupo de enfermeiras para esse serviço.Elas visitavam as familias mais carentes fazendo controle da vacinação e encaminhando as mães para receberem leite da ex-LBA. Daí serem chamadas de visitadoras. Coisas boas que acabaram. Amapá, a terra do já teve.

    ResponderExcluir
  7. Oi joão bajanjão desapareceu lázaro da silva. è o Sapiranga. Na foto também dá para identificar a casa dos atletas do Amapá Club, parte da casa da família moutinho, que ficava em frente a casa do casal josé osana lacerda, a igreja assembléia de Deus, altos da casa do mestre birajara que ficava ao lado da padaria do sandó, parte do pensionato e casa dos padres.

    ResponderExcluir
  8. Isso mesmo, amigo Sapiranga, esqueci de colocar na legenda.
    Mas sua observação foi providencial.
    Valeu mesmo.
    grande abraço

    ResponderExcluir
  9. Alo, João:
    Na casa da esquina (do sr. Otaciano) funcionou também um bar ou sorveteria (final dos anos 5o ou início dos anos 60). As professoras Graça ou Eunice Viana devem se lembrar bem. Nos nos 60 também funcionou umm mercadinho de vísceras. Isso me lembro bem pois na época era aluno do Colégio Amapaense e sempre passava por ali.
    Abraços, Aloisio.
    aloisiocantuaria@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Isso mesmo Aloisio lá funcionou um comércio de estivas, depois um bar e sorveteria e um mercadinho de vísceras também.
    Eu morava às proximidades na Av Presidente Vargas e conhecia todo o movimento daquela rua.
    Me lembro que, depois que fecharam todos esses comercios, eu ia brincar com os filhos do seu Otaciano.
    Adilson, José Arcanjo, eram alguns dos que brincavam conosco.

    ResponderExcluir

Foto Memória de Macapá: Pioneiros de Macapá

Trazemos para o Porta-Retrato foto compartilhada pelo amigo Luiz Pessoa, com imagens de um evento social e esportivo, no início dos anos...